domingo, 3 de janeiro de 2010

Princípios da intercessão

Princípio da oração intercessória:


1. A oração intercessória é em prol da salvação e do crescimento espiritual. Ouvimos muito a respeito da oração pela salvação de uma pessoa querida. Mas não enfatizamos a oração contínua em prol do crescimento e do discipulado de alguém. Estamos mais preocupados em ter bebês do que em cuidar deles. Paulo orava pela salvação dos judeus (Rom. 10:1). E orava ainda mais especificamente pelo crescimento espiritual dos novos crentes (Efés. 1:16; 3:16; Col. 1:3 e 9).

2. Às vezes, não devemos orar por algumas pessoas. Deus deu a Jeremias uma ordem que soa estranha aos nossos ouvidos: “Não Me peça mais para abençoar este povo; não ore mais em favor dele” (Jr 14:11, A Bíblia Viva). Teria sido apropriado orar pelo arrependimento e pela salvação deles. Mas o povo de Jeremias de fato precisava da disciplina e das consequências resultantes de uma vida afastada de Deus. Se tenho uma pessoa amada que é um “pródigo”, devo concentrar minhas orações em sua vida espiritual mais do que em seu conforto e sucesso.
.
3. A oração intercessória é poderosa. Não podemos explicar racional e cientificamente por que nossas orações podem ajudar os outros. Tem-se dito que a oração não muda a Deus, muda a nós. Porém, a Bíblia diz que a oração tem muito poder (Tg 5:16). Há muitas perguntas sobre o que está nos bastidores do grande conflito que ainda não foram respondidas. Mas Deus nos disse que orássemos, e prometeu que a oração teria efeito.

4. Devemos orar pela cura espiritual. Uma das descrições de Jesus é que Ele amou a justiça e odiou a iniquidade (Hb 1:9). Lutamos, às vezes, com o oposto. Às vezes, amamos o pecado. Deus nos chama a partilhar nossas lutas com os amigos e a orarmos uns pelos outros. Prestar contas de nossa vida espiritual aos outros é fator importante. Não vamos muito longe sozinhos.

Michelson Borges

Nenhum comentário: